You are currently viewing Inside job

Inside job

Se vêem séries americanas de investigação ou espionagem sabem o que é um “inside job”. Literalmente, em português, dir-se-ia “um trabalho interno”, ou seja, um crime cometido por alguém que pertence à organização e que a ataca “de dentro”. Muitos dos nossos sofrimentos (para não dizer todos) são “inside jobs”.

Claro que achamos sempre um culpado externo para o sofrimento. Situações, doenças, catástrofes naturais, conjunturas económicas ou políticas…, muitas das coisas que nos prejudicam são danos colaterais, acontecimentos que não nos são dirigidos mas que “sobram para nós”.
Alguns, porém, parecem mais personalizados e conseguimos por-lhes um rosto e um nome.

É então para aí que dirigimos toda a nossa raiva. Cheios de mágoa remoemos constantemente o mal que nos foi feito e, se possível, queremos partilhá-lo com os outros para não sermos os únicos a sofrer – como se, o facto de termos companhia para nos afogarmos tornasse a falta de ar menos sufocante.

O mal que nos foi feito pode ter acabado há muito, o causador do nosso infortúnio pode nem sem lembrar e viver feliz e descansado, mas nós, continuamos o nosso “inside job”, revivendo vezes sem conta algo que aconteceu apenas uma. Quem é então o nosso pior inimigo: aquele que nos magoou um dia, ou nós que nos magoamos todos os dias?

This Post Has One Comment

  1. Ana Aquino

    Quando ouvi a Tsering dizer isto “… o causador do nosso infortúnio pode nem sem lembrar e viver feliz e descansado, mas nós, continuamos o nosso “inside job”, revivendo vezes sem conta algo que aconteceu apenas uma.” fez-me tanto sentido que ainda hoje a oiço e aplico as suas sábias e amigas palavras.
    Seria tão bom que mais gente lesse/ouvisse isto…
    Obrigada e Beijinho amigo
    Ana

Deixe uma resposta