You are currently viewing Sr. Ego T2 ep.7 – Água mole em pedra dura…

Sr. Ego T2 ep.7 – Água mole em pedra dura…

Vários egos a falar sobre uma questão polémica é como agitar um saco cheio de pedras: a única coisa que acontece é o choque. Muitas das reuniões a que assisto (e felizmente não são assim tantas!) são sacos destes. Com pouco proveito e pouca partilha. Estranhamente – ou talvez nem tanto – isto acontece em todo o lado, até onde menos se espera. A razão é simples: todos os egos funcionam da mesma forma.

Andamos por aí blindados, brincando aos carros de assalto, cada um a pensar na melhor estratégia para defender os seus interesses. Fala-se e ninguém realmente escuta, impacientemente à espera da sua vez de falar. E depois… todos têm tantas opiniões para dar e tanta razão no que dizem!

Quando as coisas azedam, do assunto em discussão passa-se para o ataque pessoal e lá vão mais uns entrechoques, uns riscos e uns arranhões. Fala-se de coisas que nada têm que ver mas há que saber que, em modo de sobrevivência, os egos disparam sem raciocinar sobre tudo o que mexe. E os minutos e as horas passam… nada se decide… nada se conclui. Vai-se lavando roupa suja. E à mão!

Geralmente está tudo muito mais empenhado em ter razão e fazer valer o seu ponto de vista – custe o que custar e sem olhar a meios – do que em ouvir todas as partes, ponderar a melhor solução e chegar a um consenso. Alguns opinam mesmo só por opinar, porque ficar calado é sinal de não se ter opinião – fica mal. Por isso, quando chega a hora de tomar decisões – daquelas que não podem ser adiadas – está tudo exausto e desgastado. Decide-se então à pressa, tendo em pouca conta o que foi dito, porque tem de se chegar a alguma conclusão e já é tarde!

Apesar de tudo, há quem diga que vale a pena conversar e que mesmo estes estéreis confrontos de ego poderão acabar por ter uma função: é que à força de roçarem umas nas outras, as pedras vão perdendo as arestas. Supostamente os egos também.

Deixe uma resposta