You are currently viewing Saber o que somos
Kalu Rinpoche

Saber o que somos

Os Ocidentais atingiram um nível técnico surpreendentemente avançado. Fabricam máquinas que permitem a deslocação pelos ares a grande velocidade ou a exploração das profundezas dos mares; podem mesmo ver instantaneamente o que se passa no mundo inteiro e fora do planeta.

Mas o espírito, que está tão perto de nós, permanece uma realidade impenetrável; não compreendemos a essência do nosso próprio espírito! Esta situação é paradoxal: temos telescópios muito aperfeiçoados para ver o que se passa a anos-luz daqui e microscópios com uma potência capaz de distinguir os detalhes atómicos da matéria, mas esse espírito, a parte mais íntima do nosso ser, a mais fundamental, é também aquela que permanece mais invisível, inacessível e desconhecida!

O desenvolvimento da ciência e o domínio das condições materiais trouxe um nível exterior de conforto e de felicidade muito elevados; é, sem dúvida, excelente mas esses progressos científicos e tecnológicos não impedem que o espírito permaneça no desconhecimento de si próprio e por isso condicionado e atormentado de inúmeras maneiras pelo sofrimento, pela frustração e pela angústia. Para remediar esses males, precisamos de descobrir e compreender a natureza essencial do espírito.

O ponto essencial é compreender aquilo que verdadeiramente somos. Têm muitos conhecimentos, têm instrução: tentem utilizar essas capacidades, essas faculdades, para estudarem o espírito.

Não pensem que uma tal busca apenas diz respeito a uma elite. Porque todos nós, sem excepção, temos um espírito cuja natureza é idêntica. Somos todos semelhantes, todos temos o sentimento de existir com um ego sujeito a diversos problemas e sofrimentos, a diversos medos e receios. Isso provém do facto de ignorarmos a nossa natureza essencial. Não existe remédio mais eficaz para dissipar todos os sofrimentos do que despertar para a compreensão do que somos profundamente, da natureza real do nosso espírito. Essa é a essência de todas as práticas espirituais.

Kalu Rinpoche

This Post Has One Comment

Deixe uma resposta