Reflexões pessoais sobre várias coisas

O lado bom do mundo

Olhar para o lado bom da vida não significa fechar os olhos às ameaças terroristas ou à crise económica, fazendo de conta que não existem. Olhar para o lado bom da vida é uma opção. É escolher olhar para as pessoas boas e corajosas de que a vida está cheia, para os acontecimentos, descobertas ou iniciativas que trazem o bem e dignificam os seres humanos, dar-lhes importância e privilegiá-los em relação às outros, aqueles que a comunicação social atira cá para fora às centenas, quotidianamente.

4 Comments

O presente é uma dádiva

O mundo está cheio de problemas. Haverá sempre problemas no mundo, haverá sempre problemas na nossa vida. Como alguém disse, a prática é sobre como viver com alegria neste mundo difícil. Então, temos de entender que há problemas, que haverá problemas, que nunca virá o dia em que não haja problemas.

2 Comments

O amor é compreensão

Quando as pessoas falam de amor, referem-se habitualmente ao que existe entre pais e filhos, marido e mulher, membros de uma mesma família, casta ou país. Como a natureza de um tal amor depende das noções de “eu” e de “meu”, esse sentimento permanece ao nível do apego e da discriminação.

4 Comments

A mente é um ilusionista

A mente é como um ilusionista. Pode fazer-nos ver coisas que não existem realmente. A maior parte de nós entusiasma-se com as ilusões que a nossa mente cria e temos tendência para procurar fantasias cada vez mais excessivas.

1 Comment

A economia da compaixão

O Dr. G. Vankataswamy nasceu em 1918 numa pequena aldeia do Sul da Índia. Formou-se em clínica geral em 1944 e alistou-se no exército como médico. Porém, em 1948 (apenas com 30 anos), teve de se reformar devido a uma artrite reumatóide que lhe deformou os dedos por completo. Essa doença mudou o rumo da sua vida para sempre.

0 Comments

Aceitar o que é

Há pessoas que andam pela vida sempre contrariadas. Se faz sol, queixam-se do calor; se chove, queixam-se da chuva. Detestam o frio, odeiam o calor, parece às vezes que a única coisa de que gostam mesmo é de se queixarem.

2 Comments

A força do altruísmo

Num mundo em que o individualismo tem ganho terreno ano após ano, tudo que nos nos liga uns aos outros tem desaparecido. Já sem falar do modo de vida tribal – que foi o nosso durante milhões de anos – e onde a cooperação era fundamental para a sobrevivência, tínhamos, no nosso passado recente, a comunidade do bairro, da aldeia, ou mesmo da pequena vila onde as pessoas se conheciam e onde, em muitos casos, prevalecia a troca de serviços ou de “favores”.

1 Comment

Go fly a kite

Tradicionalmente, os tibetanos adoravam os concursos de papagaios de papel. Todos os anos organizavam festivais durante o oitavo mês do ano lunar (correspondendo para nós a Outubro/ Novembro), durante os quais havia mesmo lutas entre papagaios. Dizem que o XIIIº Dalai Lama* era um grande apreciador.

0 Comments

Meditar sobre a impermanência

Muita gente acha que meditar sobre a impermanência é uma forma doentia de "matutar" sobre coisas desagradáveis e que o melhor mesmo é tentar esquecer que existem. O Budismo não partilha esse ponto de vista.

2 Comments

Inside job

Se vêem séries americanas de investigação ou espionagem sabem o que é um "inside job". Literalmente, em português, dir-se-ia "um trabalho interno", ou seja,…

1 Comment